Buscar

SEVA DE RESGUARDO: Uma rede de apoio ativa na chegada do bebê

O que é a seva de resguardo?


A seva consiste em fornecer alimento para uma família durante os 40 dias seguintes a chegada do recém-nascido. É uma forma de participar e estar presente cuidando dos pais para que possam se concentrar em cuidar do bebê. Sempre me intriga quando vejo boas práticas de uma outra cultura com as quais custei a ter contato. A seva para mim é uma delas. Conheci como uma prática relacionada a Kundalini Yoga e, segundo a Abaky - Associação Brasileira dos Amigos de Kundalini Yoga - seva significa “Serviço altruísta ou trabalho exercido sem expectativas de recompensas. É a arte de dar sem qualquer necessidade de receber em troca”. Entendi como se colocar a serviço do outro com compaixão e empatia e acho que é realmente uma das formas mais bonitas de dizer para este novo núcleo familiar que estamos aqui, junto deles, para o que precisarem. Uma boa comunicação com amigos próximos e familiares vai possibilitar muitas vezes que cada pessoa fique responsável somente por uma ou duas refeições neste período.



Dicas para a organização de uma seva:

  1. Confirmar com os pais melhor data de início e formato (somente almoço ou pode ser lanche, café da manhã?), horário de entrega e detalhes de recebimento (é prédio, deixa com o porteiro, interfona, liga?)

  2. Comunicar claramente restrições alimentares, solicitar uso de embalagens que não precisam ser retornadas e checagem de condições de higienização caso essa refeição seja encomendada.

  3. Usar uma planilha compartilhada com calendário onde cada dia será atribuído a uma pessoa que deve deixar email e telefone para contato caso haja algum imprevisto.

  4. Ter uma ou duas pessoas que ficam em contato com a família para cuidar de cancelamentos e alterações.

Então é só preparar a comida com carinho, de preferência com itens frescos, e enviar com um recadinho. Gostou dessa ideia? Ajude a organizar para os amigos grávidos. Além de ser um carinho pra eles, reforça o nosso senso de comunidade e nossa esperança no coletivo. Já participou de uma seva? Conta pra gente como foi. E, se tiver outras dicas, comenta aqui para trocarmos informações.

Um abraço,

Luanda

183 visualizações