Buscar

Mistérios do recém-nascido: os pequenos desafios que acompanham a chegada dos bebês ao mundo PARTE 2

A pediatra e neonatologista Vânia Gato publicou em seu instagram uma série incrível detalhando cada um dos Mistérios do Recém-Nascido. Sempre bom saber mais sobre os pequenos desafios que acompanham a chegada dos bebês ao mundo. Será que é normal? Quanto tempo demora para passar? O que fazer?

Acreditamos que algumas destas respostas podem ser encontradas nesta série.


Brotoeja

Seu bebê apresenta bolinhas no rosto, que parecem espinhas? Principalmente na região de dobras, bochechas e pescoço? O nome dessa bolinha é miliária (ou brotoeja). Ocorrem pelo entupimento das glândulas sudoríparas do bebê. Você deve saber 5 coisas sobre elas:

  1. Não doem/ardem/coçam.

  2. Pioram com o calor, e no frio pioram quando se sobreaquece o bebê. Pioram com água do banho muito quente.

  3. Todo bebê tem, uns mais, outros menos. Costuma melhorar sozinho ao final do primeiro mês.

  4. Melhora com maisena ou aveia na água do banho. Melhora deixando o bebê mais fresquinho e arejado.

  5. NÃO É CAUSADA POR BEIJO, CARINHO, ATRITO COM BARBA...!!!


Vamos seguir desvendando o mistério das bolinhas esquisitas!!


Bolinhas esquisitas

Eritema tóxico - essa bolinha é diferente da brotoeja. Aparece nos primeiros dias de vida do bebê e é semelhante a uma espinha com o entorno vermelho. Os pais sempre acham que foi picada de mosquito. São erupções que também não coçam/incomodam o bebê.


❌ São itinerantes, ou seja, uma hora tá aqui, outra hora tá ali.

❌ Têm resolução espontânea em 72h.

Não é necessário tratamento.

❌ A causa é desconhecida, mas acredita-se que seja uma resposta alérgica da pele ao ambiente externo.


Animais de estimação

Meu bebê nasceu e eu tenho animais de estimação. E agora?


Que legal! Seu bebê vai ter contato próximo com bichinhos! Isso é muito bom para a microbiota (flora bacteriana que habita em nós). Mas surgem muitas dúvidas, não é?! Vou tentar responder as mais mais:

✨ Será que tem risco de pegar alguma doença?

Risco sempre tem, mas a chance é bem baixa se o seu bichinho está em dia no acompanhamento com o vet.

Minha casa é cheia de pêlos, por mais que eu limpe todos os dias. Pode dar alergia no bebê?

Alergia é algo que desenvolvemos a qualquer momento da vida. É importante manter a limpeza da casa, não só em relação aos pêlos, mas também à poeira em geral. Caso a criança venha a apresentar alergia em algum momento, chegaremos na melhor conduta juntos.

✨ Meu bichinho pode ficar perto do bebê? Cheirar o pezinho..?

Se for um animal dócil, que vc conheça o temperamento, pode sim. Evite a região do rostinho e das mãos. Em geral eles só querem ficar perto, nada mais. Mais pra frente irão dividir comida kkkk

✨ Como fazer essa apresentação?

Lembre-se que quem tá chegando na casa é o bebê, então dê uma roupinha pro bichinho cheirar, não exclua o bichinho do convívio, mostre a ele que chegou mais um morador(a) e tá tudo bem!!


Seu bebê e seu bichinho serão grandes amigos no futuro!



Xixi e cocô

Vocês nem imaginavam que após o nascimento do bebê esse seria um tema super comentado, comemorado e, inclusive, fotografado! Quem nunca tirou foto de um cocô que atire a primeira pedra!

O que é normal nas trocas de fraldas de um bebê recém-nascido?

- Dias 1 e 2:

💩 mecônio, mais escurecido e pegajoso

💧 1 a 2x ao dia


- Dias 3 e 4

💩 Marrom/verde

💧 3 a 4x ao dia


- Dias 5 a 7

💩 Amarelo mostarda, com “sementinhas”

💧 6x ao dia


Cocôs preocupantes: de cor branca, ou presença de raios de sangue


Pontos de atenção: bebês em aleitamento materno exclusivo NAS PRIMEIRAS 2 SEMANAS DE VIDA devem fazer pelo menos 1 cocô por dia e acompanhar a mudança de coloração. Caso contrário, avisar o pediatra, pois pode ser decorrente de algum problema na amamentação, que ainda não está 100% estabelecida.



Covid-19

Vamos falar sobre parto, recém-nascido e COVID-19. Segundo diretrizes dos órgãos competentes, quais as recomendações?


✅ A transmissão do vírus é por gotículas ou contato. Não está ligada à via de parto (normal ou cesariana)

✅ Profissionais da atenção ao parto devem fazer uso dos equipamentos de proteção individual: roupa privativa, avental, gorro, máscara, luvas, óculos e protetores faciais.


Mães com suspeita ou confirmada para COVID-19 em > 34 semanas:

  • Manter o clampeamento oportuno do cordão (1 a 3 minutos).

  • Facilitar o contato pele a pele após medidas para controle de infecção na mãe (trocar camisola/touca/banho no leito/máscara).

  • A amamentação deve ser mantida e incentivada, devendo a mãe utilizar máscara e higienizar as mãos antes e após a mamada.

  • Não é necessário dar banho precoce no RN.

  • Mãe e bebê podem ficar juntos em alojamento conjunto, mantendo as medidas de precaução de contato e gotículas.

  • Não é recomendada a coleta de exames do RN, a menos que apresente sintomas (alterações de temperatura, ritmo respiratório ou recusa alimentar).


Mães assintomáticas, sem suspeita:

  • Contato pele a pele imediato.

  • Clampeamento oportuno do cordão.

  • Amamentação na primeira hora.

  • Alojamento conjunto.

  • Mãe e acompanhante, estando assintomáticos e sem contato prévio com caso positivo devem manter cuidados de higienizar as mãos antes de manipular o RN.


Vamos seguir as recomendações propostas sempre equilibrando os cuidados para evitar a infecção do RN x preservar medidas tão importantes para a redução de morbidades futuras, como o contato pele a pele e a amamentação. Cada tópico desses está muito detalhado nos documentos originais, este foi apenas um resumo para que entendam que, mesmo nos casos confirmados, é possível preservar a conexão entre o binômio de maneira segura.


Fonte: OMS / SBP / AAP / CDC



Vânia Gato IBCLC @sospediatra

Pediatra e Neonatologista

🤱🏽 Aleitamento materno

👶🏻 Recepção humanizada RN

👩🏻‍🏫 Professora e palestrante

👩🏻‍⚕️ CEO da @lumoscultural


15 visualizações

se inscreva

na nossa lista de contatos e fique por dentro das novidades 

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS   ©    |    2019    |    CIRCULÔ