Buscar

Aromaterapia e uso de óleos essenciais da gestação aos primeiros anos do bebê

Os óleos essenciais podem promover inúmeros benefícios na gestação, como no auxílio aos enjoôs, dores nas costas e retenção de líquidos. No equilíbrio emocional e ajustes do sono, além de auxiliar no próprio trabalho de parto. Contudo, há restrições de dosagem e de alguns deles que podem causar reações indesejadas e fazer mal ao bebê.

O uso dos óleos essenciais é cada vez mais difundido, porém não é algo novo. Conhecido no mundo, principalmente na França e Inglaterra, há décadas, também existem registros de seu uso por civilizações milenares como no egito antigo. Usados para a produção de perfumes, para a saúde ou mesmo em rituais, as plantas e ervas aromáticas trazem muito mais do que um cheiro agradável. É nas pequenas moléculas, derivadas do metabolismo secundário de algumas destas plantas que encontramos os óleos essenciais. Apesar de nominarmos como óleo, pois não se misturam com a água, não são oleosos. Ao contrário, bastante voláteis, a grande maioria evapora com facilidade. O uso por diluição é feito portanto em bases gordurosas, naturais. Ervas aromáticas como o hortelã, alecrim e manjericão, são repletos deles! Assim com as flores das lavandas e camomilas, as cascas dos frutos cítricos e diversas sementes, raízes e cascas de árvores.

Assim como na natureza, cada óleo essencial, é extraído de uma espécie botânica, um tipo específico de planta e de uma parte dela que possui características e compostos quimicamente definidos. Responsáveis assim por funções biológicas naturalmente nas plantas eles têm, por exemplo, capacidade de serem bactericidas, anti-fungos, repelente de insetos, cicatrizantes, anti-inflamatórios. E é assim que olhamos para os óleos essenciais, buscando identificar dentre eles, quais são capazes de nos trazer estas propriedades, para o corpo e para a mente.

Para usar no dia a dia, algumas orientações preciosas devem ser levadas em consideração:

  • busque sempre o nome botânico, para ter certeza de qual é planta da qual foi extraído o óleo essencial. Ele está indicado normalmente no rótulo, abaixo do nome comercial. Por exemplo, a Lavanda Francesa, com propriedades sedativas e calmantes é a Lavandula angustifolia;

  • nunca aplique um óleo essencial direto na pele. Eles devem ser diluídos em base oleosa natural (óleo vegetal como coco, gergelim, jojoba, amêndoas) e em pequenas quantidades. 2 gotas em uma colher de sopa de óleo vegetal é uma concentração segura e eficiente.

  • óleos essenciais são bastante concentrados! Menos é mais;

  • existem óleos essenciais seguros na gestação, mas muitos serão contra indicados, pois os seus compostos químicos podem ser tóxicos para o organismo do bebê, que ainda está em formação e por isso não terá capacidade de metabolizar as suas moléculas. É o caso da canela (Cinnamomum cassia). Outros podem estimular contrações uterinas, um efeito indesejado a não ser que seja para a hora do parto como a Sálvia esclareia (Salvia sclarea) ou o Jasmim (Jasminum grandiflorum). E temos ainda outros óleos que elevam a pressão arterial ou podem ter efeito convulsivamente como o hortelã pimenta (Mentha piperita) o Alecrim (Rosmarinus officinallis) e o Eucalipto Glóbulos (Eucalypto globulus);

  • podemos usar óleos essenciais nos bebê? Sim, a partir dos 3 meses após seu nascimento. Antes disso não são recomendados. Lembrem-se de que eles serão fortes e o próprio aroma será invasivo para este serzinho que acabou de chegar e ainda se acostuma com o mundo aqui de fora. Sua pele é muito sensível, por isso, as dosagens de diluição serão ainda menores e nunca, nunquinha! adicione óleos essenciais direto na água no banho ou puros na pele do bebê;

  • até os dois anos de idade, muitos óleos essenciais continuarão restritos para os bebês (e vários outros até os 4, 6 e até 12 anos) principalmente aqueles que possuem grande quantidade de compostos como cânfora, cetonas e 1.8 cineol (hortelã, alecrim e eucalipto) ou com maior dificuldade de serem metabolizados pelo organismo. Por isso buscar a orientação de um Aromaterapeuta é recomendado.

Como utilizar com segurança:

O uso por inalação, ou seja, quando você respira o óleo essencial, é o mais seguro e na maioria das vezes suficiente para promover efeitos significativos. Por esta via, as pequenas moléculas serão absorvidas pela respiração, por onde caem na corrente sanguínea. Por sua vez a percepção destas moléculas na mucosa da narina, estimula o bulbo olfativo e assim é capaz de atingir o seu sistema límbico (no cérebro) responsável por emoções, memórias e impulsos como fome, sono e ansiedade.

Uma gotinha do óleo essencial escolhido em um algodão no colar difusor pessoal, 4 a 5 gotas adicionados na água com o uso de um difusor de ambientes são sugestões para este uso por inalação.

Separei alguns exemplos dos benefícios da Aromaterapia com resultados comprovados, que são todos sugestões seguras para gestantes, lactantes e bebês*:

ENJOOS E NÁUSEAS GESTACIONAIS

Queixa muito frequente nos primeiros meses da gestação, é possível melhorar o desconforto com os enjoos com o uso de óleos cítricos. Como a Laranja doce (Citrus aurantium), a Bergamota (Citrus bergamia), e o Limão (Citrus limon).

Um estudo iraniano demonstrou que a inalação do óleo essencial de limão (Citrus limon) auxilia a reduzir a frequência e a intensidade de enjoos e náuseas em gestantes, controlando seus sintomas e contribuindo para a manutenção do bem-estar das mulheres no início da gravidez.

Emocionalmente o óleo essencial de limão contribui energizando e acalmando o corpo mental simultaneamente. Seu aroma agradável atua estimulando a alegria interior, o bom-humor e o otimismo ¹.

TRABALHO DE PARTO

A aromaterapia é uma prática não invasiva que pode fornecer muito suporte à gestante. É importante que a equipe que a acompanha ou a própria gestante tenha conhecimento das suas necessidades para que possa orientar a escolha do melhor óleo essencial para cada etapa do parto e para cada mulher. É também importante que a gestante se sinta confortável e considere o aroma agradável!

Um estudo demonstrou que a inalação do óleo essencial de gerânio (Pelargonium graveolens) é capaz de auxiliar na redução da ansiedade de mulheres em trabalho de parto, regularizando parâmetros fisiológicos como a pressão arterial, a pulsação e a frequência respiratória.

Um segundo estudo abrangendo 126 mulheres também em sua primeira gestação, demonstrou os benefícios da inalação do óleo essencial de néroli (Citrus aurantium) durante o trabalho de parto. Administrado em uma gaze colocada ao lado das parturientes o óleo essencial promoveu o relaxamento das participantes, reduzindo os níveis de ansiedade por meio da mediação dos mecanismos bioquímicos envolvidos².

HORTELÃ-PIMENTA PARA FISSURAS MAMÁRIAS EM LACTANTES

A amamentação pode ser uma etapa de grande desafio para as mães. O que não quer dizer que toda mulher irá enfrentar os mesmos desafios. Entre as queixas mais comuns estão as fissuras nas mamas nas primeiras semanas de amamentação. Algo que irá se corrigido com o tempo, com o ajuste da pega do bebê e com a orientação de profissionais.

Um ensaio clínico experimental envolvendo 110 mulheres lactantes, avaliou os efeitos positivos do óleo essencial de hortelã-pimenta (Mentha piperita), na redução e alívio de dor em fissuras mamárias, durante as duas primeiras semanas pós-parto.

O estudo teve duração de dez meses, onde os resultados foram obtidos através da avaliação da intensidade da dor, lesão no mamilo e presença de secreção purulenta e demonstrou que os efeitos na intensidade de dor e secreção mamária foram significativas³.

ANSIEDADE

O óleo essencial de lavanda-verdadeira (Lavandula angustifolia) é reconhecido por inúmeras propriedades incluindo cuidados com a pele e ação ansiolítica, atuando diretamente no sistema nervoso central.

Em um artigo publicado em 2019, Nazife Karan apresenta um estudo feito com 126 voluntários que se propôs a investigar a ação da inalação de óleo de lavanda-verdadeira (Lavandula angustifolia) na ansiedade, humor e sinais vitais (pressão arterial, frequência respiratória, frequência cardíaca e saturação) de pacientes submetidos à cirurgia dentária. A conclusão do estudo indicou que com o uso da lavanda como ansiolítico e relaxante, foi observado que a inalação desse óleo apresentou efeito sedativo e seu uso foi capaz de reduzir a ansiedade perioperatória. O autor indica que é um óleo promissor a ser ainda mais estudado nesse sentido⁴.

AROMATERAPIA PARA DISTÚRBIOS DO SONO

Alterações no sono, insônia ou sono irregular também são queixas comuns entre as gestantes e mães. Dormir mal traz impacto direto na energia e disposição durante o dia, no cansaço, irritação afetando ainda a memória e capacidade produtiva. A longo prazo, dormir pouco pode desencadear diversos quadros físicos, incluindo doenças crônicas.

Alguns óleos essenciais são capazes de atuar diretamente sobre as funções das células nervosas, tanto por meio de ação antagonista a receptores neuronais específicos quanto por meio da ligação dos mesmos. Eles auxiliam na indução e manutenção do sono, propiciando uma noite de sono natural e restauradora, combatendo quadros de fadiga, tensão, ansiedade e irritabilidade.

É importante sempre considerar o contexto como um todo: ambiente, momento, a família e questões pontuais. De toda forma, são sugestões de óleos essenciais que podem auxiliar um sono reparador, todos seguros para gestantes, lactantes e bebês:

  • Lavanda (Lavandula angustifolia)

  • Bergamota (Citrus bergamia)

  • Néroli (Citrus aurantium)

  • Petitgrain de laranja-amarga (Citrus aurantium)

  • Abetos (Abies spp). ⁵

-------------------------------------------------------------------------------------------------

*Fontes e referências:

Laszlo Brasil: https://www.emporiolaszlo.com.br/

¹ FÁBIÁN LÁSZLÓ

KIA, Parisa Yavari et al. The Effect of Lemon Inhalation Aromatherapy on Nausea and Vomiting of Pregnancy: A Double-Blinded, Randomized, Controlled Clinical Trial. Iran Red Crescent Med J. 2014 Mar; 16(3): e14360).

² FÁBIÁN LÁSZLÓ

NAMAZI, Masoumeh et al. “Aromatherapy with citrus aurantium oil and anxiety during the first stage of labor” Iranian Red Crescent medical journal vol. 16,6 (2014): e18371.

NILSEN, Evenise Cilene Guarino N599d Dor e comportamento de mulheres durante o trabalho de parto e parto / Evenise Cilene Guarino Nilsen. Campinas, SP : [s.n.], 2009.

RASHIDI FAKARI, Fahimeh et al. “Effect of Inhalation of Aroma of Geranium Essence on Anxiety and Physiological Parameters during First Stage of Labor in Nulliparous Women: a Randomized Clinical Trial” Journal of caring sciencesvol. 4,2 135-41. 1 Jun. 2015).

³FÁBIÁN LÁSZLÓ

AKBARI, Sedigheh Amir Ali et al. Effects of menthol essence and breast milk on the improvement of nipple fissures in breastfeeding women. J Res Med Sci. 2014 Jul; 19(7): 629–633.

REICH, Eva. Energia Vital Pela Bioenergetica Suave. 1. ed. Brasil: Summus, 1999. 152 p.)

⁴ FÁBIÁN LÁSZLÓ

Karan, Nazife. (2019). Influence of lavender oil inhalation on vital signs and anxiety: A randomized clinical trial. Physiology & Behavior. 211. 112676. 10.1016/j.physbeh.2019.112676.

⁵ FÁBIÁN LÁSZLÓ

FESTY, Danièle. Cuidando dos filhos com óleos essenciais. Belo Horizonte: Editora Laszlo, 2017.

LILLEHEI, A. S.; HALCON, L. L. A systematic review of the effect of inhaled essential oils on sleep. The Journal of Alternative and Complementary Medicine, v. 20, n. 6, p. 441-451, June 2014.

A AUTORA

Letícia Marinho é mãe do Pedro (15) e está à espera de Anne (na barriga). Aromaterapeuta Integrativa filiada à ABRAROMA S513, Terapeuta Reiki, iniciada em Radiestesia e fundadora da Essenciall Aromaterapia (@essenciall.co).

Como estudiosa da Química e Psicofarmacologia dos Óleos essenciais e também da perfumaria botânica, se dedica aos atendimentos e cursos, ensinando a usar os óleos essenciais com segurança no dia a dia, inclusive na gestação e puerpério.

Muito além do que aromas agradáveis, acredita que os óleos essenciais podem ser grandes aliados da saúde e do bem estar, desde que usados com conhecimento.

Atende online e presencialmente, adultos e crianças, ministra cursos sobre a Introdução à Aromaterapia e Aromaterapia da gestação ao puerpério, voltados para trazer orientações básicas, práticas e aplicáveis no dia a dia.

Contato:

31.99276-0964

Instagram: @essenciall.co

essenciall.co@gmail.com

126 visualizações

se inscreva

na nossa lista de contatos e fique por dentro das novidades 

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS   ©    |    2019    |    CIRCULÔ